Conforme determinação do Governo Federal, todas as empresas brasileiras precisarão fazer o envio de eventos do eSocial. A medida visa otimizar o repasse de informações, já que o eSocial vai substituir uma série de documentos, concentrando todos os dados relevantes que devem ser notificados.

Além de facilitar o repasse, a mudança vai expor de maneira mais ágil as empresas que não estiverem em dia com as obrigações legais. Você sabe quais são esses eventos? E como fica a questão da periodicidade? Confira os tópicos abaixo!

Como será o envio de eventos?

O envio de eventos do eSocial é divido em Eventos Iniciais, Eventos de Tabelas, Eventos Não-periódicos e Eventos Periódicos. Os Iniciais são os que contêm as informações sobre o empregador, e seus dados são aproveitados também em eventos periódicos e não-periódicos. Tal envio é feito no momento da implantação do eSocial na empresa.

Já os eventos de tabela complementarão os iniciais, incluindo dados que se repetem em eventos periódicos e não-periódicos, aparecendo diversas vezes no layout. Eles devem ser transmitidos imediatamente depois dos Eventos Iniciais. Após o envio, é preciso manter a tabela atualizada constantemente, enviando eventos de retificação e informando, sempre, as datas de início e fim de validade.

Os Eventos não-periódicos são aqueles que englobam fatos sem data pré-fixada para acontecer, como admissão de um novo empregado, alteração salarial, acidente trabalhista etc. Cada um desses eventos tem um prazo específico, determinado para ser enviado depois de ocorrido.

Os eventos periódicos são os que têm datas fixas para acontecer, como pagamento dos salários. É preciso prestar atenção aos prazos e lembrar-se que, no caso de pagamento salarial, deve ser emitido um evento para cada trabalhador registrado.

Quais multas podem ser cobradas?

O envio de eventos do eSocial otimiza a rotina dos setores de recursos humanos. No entanto, aumenta a rigidez na fiscalização por parte do Governo. Sendo assim, é imprescindível ficar atento aos prazos, de modo a evitar a incidência de multas. Como cada evento tem um prazo definido, o indicado é fazer o envio o mais rápido possível, logo após a ocorrência.

Podem ser cobradas multas por atraso no envio de informações sobre funcionário admitido, alterações cadastrais e contratuais, realização de exames para Atestado de Saúde Ocupacional (ASOs), Comunicação por Acidente de Trabalho, Afastamento Temporário, Perfil Profissiográfico Previdenciário, depósito do FGTS entre outras, cujos valores variam.

Por que apostar em um software de gestão?

Um software de gestão é essencial para garantir a idoneidade de todas as informações prestadas, bem como o cumprimento dos prazos preestabelecidos. Apesar de facilitar a rotina de repasse de dados, o eSocial é complexo e precisa ser atualizado com cautela. O envio de eventos precisa ser realizado frequentemente. Além disso, é primordial apostar em um sistema especializado e criado para tal fim, de modo a auxiliar no agendamento e controle de datas.

Apesar de a obrigatoriedade começar apenas em 2019, é importante preparar sua empresa para atender todas as exigências do Governo Federal. Contar com um software que oferece soluções personalizadas e adequadas às suas necessidades é essencial.

Agora que você já conhece a importância de contar com um software de gestão para auxiliar e otimizar o processo, que tal entrar em contato conosco? Somos uma empresa especializada em soluções e inovações estratégicas de Saúde e Segurança do trabalho!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *